R-60 / AA-8 Aphid Missil ar-ar curto/médio alcance




No final da década de 1960 a URSS começou a desenvolver o seu primeiro míssil de curto alcance para combate aéreo, utilizando um sistema de orientação por infravermelhos, mas o ângulo a que pode «ver» o alvo, é muito reduzido. O alcance máximo do míssil é de 8km, mas na realidade o seu alcance prático é de apenas 4km

O míssil é utilizado para combate entre aeronaves a curta distância e pode ser instalado em várias aeronaves, como o Su-15, Yak-38 MiG-21, Su-17/24, Su-25, MiG-23/27, MiG-25 e MiG-29.

A produção em série começou em 1973, e uma das suas principais características é o seu reduzido peso e tamanho. O seu alcance varia entre os 3 e os 10Km, dependendo da posição do alvo.

O desenvolvimento deste sistema foi extremamente rápido para os padrões soviéticos, tendo sido aproveitado o programa de desenvolvimento do míssil K13. A sua reduzida dimensão reduz alegadamente as suas capacidades, já que ele tem grosso modo a metade da dimensão dos mísseis ocidentais e uma ogiva com um peso de 6kg, com 3.5kg de explosivo.

Um dos primeiros misseis de curto alcance da União Soviética, foi substituido pelos mais potentes misseis da familia R-73.

Aeronaves que utilizam este sistema R-60 / AA-8 Aphid Missil ar-ar curto/médio alcance


-> Sukhoi Su-24 «Fencer-A» (União Soviética)
-> MiG-31 «Foxhound» (União Soviética)
-> Sukhoi Su-15 «Flagon A» (União Soviética)
-> Sukhoi Su-25 «Frogfoot» (Russia)
-> Yak-38 «Forger» (União Soviética)
-> MIG-21MF «Fishbed J» (Angola)
-> Sukhoi Su-27 / 27UB (Angola)


Nenhum comentário